Pular para o conteúdo principal

Iluminação apropriada para o seu jardim.

Apreciar um jardim à noite é muito prazeroso, principalmente nas noites quentes do verão. Além de embelezar sua edificação, um jardim bem iluminado é sempre um convite a uma boa conversa noturna entre amigos e parentes.
A iluminação artificial deve, no entanto, primar por algumas regras básicas:
1. As luzes brancas ou frias, ou seja, as lâmpadas a vapor, são extremamente fortes e devem ficar restritas à áreas públicas e/ou quadras esportivas.
2. Nas residências devemos usar as lâmpadas incandescentes e com média ou baixa intensidade de luz. O jardim iluminado à noite não deve e nem precisa ser igual ao jardim de dia.
3. Evitar o ofuscamento do observador pelo foco dirigido direto na altura de seus olhos.
4. Caprichar nos cuidados com a fiação
Os fios que passam por entre canteiros devem estar em perfeitas condições e serem enterrados para evitar-se tropeções. É muito interessante que se anote o caminho dessas fiações enterradas, para indicá-lo aos jardineiros. Acidentes e consertos são evitados dessa maneira simples.
Devemos usar luminárias produzidas para áreas externas. Estas luminárias têm condições de resistir à umidade, terra, etc. A aparelhagem para iluminação externa classifica-se em três tipos:
Difusor
A emissão da luz se dá por todos os lados e é homogênea, iluminando por igual todo um ambiente. Na maioria das vezes fica fixa sobre um poste ou na parede.
Projetor ou Refletor
A luz é dirigida, formando um facho de luz mais ou menos concentrado. Criam contrastes de claro e escuro e destacam objetos ou áreas. Pode ser fixo ou móvel.
Balizador
É um refletor que possui características para se iluminar áreas de circulação. Seu facho é dirigido para o chão, altura reduzida (sempre inferior a 50cm) e pequena intensidade de luz. São encontrados fixos ou móveis.
A utilização desta aparelhagem deve ser pensada e planejada para se tirar melhor proveito das características de cada um bem como a necessidade de valorização da área a ser iluminada.
A maioria dos arquitetos paisagistas recomenda a colocação de um poste com uma luminária tipo difusor, de média intensidade na entrada, onde termina a rua e começa o jardim da frente, servindo como uma boa medida de segurança.
Desta forma tem-se a visualização de quem está se aproximando da casa. Outro conselho é em caminhos de pedra ou escadas com poucos degraus colocar pequenos balizadores embutidos nas laterais, o que tornam tais caminhos muito mais atrativos e seguros. Iluminar o número da casa é também bastante importante. Para tanto, usam-se variados tipos de luminárias ornamentais fixas, que iluminam uma pequena área da parede, sem emitirem luz direta para os olhos do observador.
Photo Credits: JR P

Para o jardim, difusores criam uma área de luz homogênea e suave no terraço. Projetores ocultos pela vegetação lançam luz direta sobre uma fonte, ou destacam um conjunto de palmeiras e arbustos.
Por último: a iluminação tem poder de estimular passeios noturnos no jardim com a criação de focos de interesse usando fartamente balizadores para indicar caminhos entre os canteiros. Pode-se ainda atribuir elementos como tochas, luminárias encontradas em lojas de antiguidades.Tudo isto somado à criatividade valorizará muito seu jardim e, conseqüentemente, seu imóvel. No entanto, convém lembrar que é extremamente necessária a contratação de um paisagista, uma vez que ele indicará todas as medidas de segurança que deverão ser tomadas, bem como criará um desenho que traduza bom gosto e qualidade ambiental.

Paisagismo e jardinagem

Estrutura para trepadeiras
Uma estrutura triangular simples de bambu pode ser um suporte muito bom para trepadeiras. Além de serem firmes devido à forma triangular estas estruturas darão ares escultóricos a seu jardim, criando sensações visuais agradáveis.
Como as plantas crescem para cima será necessário algum tipo de laço. Um simples barbante permite certa “elasticidade” e não desliza tão facilmente. A estrutura deve ser cravada antes de plantar-se a trepadeira, já que muitas espécies vegetais têm raízes suscetíveis a sofrer algum dano.
Para direcionar o crescimento da trepadeira com os barbantes, é interessante atá-los junto aos nós dos bambus o que evitará que haja o deslizamento do barbante podendo danificar a planta.

Tipo de iluminação

Iluminação focal
Direcionada, ilumina um ponto específico do jardim: arbustos, arvores, esculturas e centros de interesse.
Iluminação indireta
Demarca levemente o jardim sem um foco de destaque; normalmente colocada por trás das plantas ou direcionadas para muros ou pisos
Iluminação geral
Ilumina amplamente o local, sem destacar nenhum ponto; percebe-se o jardim como um todo.

Tipo de aparelhos

Focos e projetores: são indicados para criar efeitos especiais, como o da iluminação focal. Devem ser posicionados a uma distância de 1/3 da altura do elemento a ser iluminado
Postes de iluminação
Indicados para iluminar uma área de maneira geral. É recomendável que tenham mais de 1.80m de altura para não ofuscar as vistas das pessoas.
Balizadores e mini postes
Ideais para iluminar caminhos e elementos baixos de um jardim. Normalmente o raio de iluminação destas peças é igual a duas vezes e meia a sua altura. Também é viável que tenham menos de 1.10m de altura para não ofuscar.
Armaduras e apliques
Normalmente proporcionam uma iluminação indireta, onde se percebe o contorno do local. Estes equipamentos devem ser específicos para as áreas externas: devem ter proteção contra sol, água, ventos, etc. Normalmente possuem vidros temperados, vedação eficiente e borrachas de pressão.
No projeto de iluminação para jardim deve se levar em consideração a função do jardim à noite; a arquitetura do local e o projeto do jardim. Além disso, deve prever a capacidade da rede elétrica disponível
Seja qual for a forma de iluminar jardins, a iluminação externa deve proporcionar segurança e beleza.

Comentários

Mais visitados

Piscina: Modelos de fibra e plástico

Lazer, diversão, entretenimento, reunião em família, seja qual for a ocasião, em dias mais quentes e ventilados nada melhor do que estar em um local onde tenha uma piscina. Além de um ótimo divertimento para todos, piscinas ajudam no desenvolvimento dos músculos quando realizamos exercícios dentro da água. E a força da água ajuda a realizar de uma forma livre do impacto causado nas articulações e músculos.

E a época de se programar para construção de uma piscina é nos meses mais frios do ano, para que na chegada da primavera e, logo após o verão, possamos desfrutar da delícia que é uma piscina redonda em casa.

Tipos de piscinas:

As piscinas podem ser fabricadas de fibra ou mesmo construídas em uma área com bastante espaço, nestes casos são revestidas com azulejos e lajotas, entre os materiais usados no acabamento.

Há também, para pessoas com espaço limitado ou que prefiram gastar um pouco menos, a opção da compra de uma piscina redonda inflável, o que facilita muito na conservação e l…

Como decorar uma cozinha americana

O nome de origem serve apenas para estabelecer um padrão, porém as cozinhas americanas já se tornaram uma paixão entre os brasileiros, sendo assim trazemos neste post uma série de dicas para quem possui ou ainda vai fazer uma dessas cozinhas em casa.

Photo Credit: Ellen Choi Decoração para cozinhas pequenas

A multifuncionalidade da cozinha americana permite um melhor aproveitamento dos espaços da casa, além do mais deixa de ser um ambiente fechado e quente de difícil interação. Desta forma moveis como o fogão e o forno foram reformulados e deixaram de ser integrados.

Dicas de decoração para cozinha americana

Antes de mais nada é preciso analisar o que irá compor a decoração da cozinha americana, dando preferencia aos móveis, combinação de cores, eletrodomésticos e iluminação.

Escolher as cores certas é fundamental na hora de decorar uma cozinha americana. Procure pensar bem na combinação de cores do ambiente, para manter um visual elegante e limpo selecione no máximo 3 cores diferentes.

Um…

Jardim Japonês

O jardim japonês surgiu nos templos budistas, cada elemento tem seu significado, Originalmente as flores não são usadas, pois se transformam constantemente.

Photo Credits: Habitissimo
Os principais elementos são:

O lago e as carpas: Água é vida, daí a importância do lago. Nele vivem as carpas, símbolo de fertilidade e prosperidade, podem ser instalados uma bomba com filtro, garantindo a circulação da água.

Aqueda d'água: Além de oxigenar a água, a cascata significa a continuidade da vida.

A lanterna: É um elemento que induz a concentração, ajudando a clarear a mente, os pontos de luz são estrategicamente distribuídos para não ofuscarem a visão. A lâmpada é de 15 watts.

As pedras das cascatas: A pedra colocada na posição vertical representa a figura do pai, e da horizontal, a mãe. Dela brota água. As outras pedras, simbolizando as descendentes, são distribuidas em torno do lago.

O bambu e os adornos: Os galhos do bambu são amarrados, direcionando o crescimento para que a planta se…