Pular para o conteúdo principal

Vasos na parede

Colocar vasos na parede pode resolver duas coisas de uma vez só: Criar destaque para alguma parede específica que se queira valorizar, e ao mesmo tempo conseguir colocar plantas em locais com pouco espaço disponível no chão. É, portanto, uma maneira útil e agradável de aproveitar os espaços na vertical, sendo o uso de plantas uma ótima pedida para gerar bem-estar a qualquer ambiente.


Para fazer isso, é possível comprar vasos de parede, e fixá-los de maneira independente, diretamente na parede, ou então usar algum tipo de painel para agrupar os vasos. Eles podem ser vasos fixos ou então podem ser usadas pequenas prateleiras de apoio, para deixar os vasos soltos. A vantagem de deixá-los soltos é a facilidade no caso de uma eventual troca de plantas no vaso ou até mesmo da troca do vaso. Existem até algumas prateleiras feitas para isso, em que os vasos ficam soltos, mas embutidos.

Um ponto importante a ser considerado é a altura onde os vasos serão colocados, pois é preciso regar cada plantinha, e se elas ficarem muito altas pode ser necessário o uso de bancos, o que não é muito prático. O ideal, portanto, é deixá-los no máximo até um pouco acima da altura da cabeça da pessoa que irá fazer a manutenção.




Outra questão é a composição que os vasos irão formar na parede. No caso do uso de um painel, a posição de cada vaso pode variar bastante, pois o painel em si dá ideia de unidade e organiza o conjunto. Ele pode ser um painel fechado, de madeira ou até mesmo de xaxim, com vasos do mesmo material, ou então vazado, para ficar mais leve.


Mas se forem usados apenas os vasos na parede, é interessante deixá-los alinhados, na vertical ou na horizontal, ou então deixá-los pelo menos com o mesmo espaçamento entre si, criando algum sentido na composição mesmo se estiverem desalinhados. E se as plantas forem pequenas, os vasos devem ficar próximos um dos outros, para ficarem integrados, mas não a ponto de fazer com que as plantas se encostem.

Photo Credits: Pinterest


Comentários

Mais visitados

Piscina: Modelos de fibra e plástico

Lazer, diversão, entretenimento, reunião em família, seja qual for a ocasião, em dias mais quentes e ventilados nada melhor do que estar em um local onde tenha uma piscina. Além de um ótimo divertimento para todos, piscinas ajudam no desenvolvimento dos músculos quando realizamos exercícios dentro da água. E a força da água ajuda a realizar de uma forma livre do impacto causado nas articulações e músculos.

E a época de se programar para construção de uma piscina é nos meses mais frios do ano, para que na chegada da primavera e, logo após o verão, possamos desfrutar da delícia que é uma piscina redonda em casa.

Tipos de piscinas:

As piscinas podem ser fabricadas de fibra ou mesmo construídas em uma área com bastante espaço, nestes casos são revestidas com azulejos e lajotas, entre os materiais usados no acabamento.

Há também, para pessoas com espaço limitado ou que prefiram gastar um pouco menos, a opção da compra de uma piscina redonda inflável, o que facilita muito na conservação e l…

Como decorar uma cozinha americana

O nome de origem serve apenas para estabelecer um padrão, porém as cozinhas americanas já se tornaram uma paixão entre os brasileiros, sendo assim trazemos neste post uma série de dicas para quem possui ou ainda vai fazer uma dessas cozinhas em casa.

Photo Credit: Ellen Choi Decoração para cozinhas pequenas

A multifuncionalidade da cozinha americana permite um melhor aproveitamento dos espaços da casa, além do mais deixa de ser um ambiente fechado e quente de difícil interação. Desta forma moveis como o fogão e o forno foram reformulados e deixaram de ser integrados.

Dicas de decoração para cozinha americana

Antes de mais nada é preciso analisar o que irá compor a decoração da cozinha americana, dando preferencia aos móveis, combinação de cores, eletrodomésticos e iluminação.

Escolher as cores certas é fundamental na hora de decorar uma cozinha americana. Procure pensar bem na combinação de cores do ambiente, para manter um visual elegante e limpo selecione no máximo 3 cores diferentes.

Um…

Jardim Japonês

O jardim japonês surgiu nos templos budistas, cada elemento tem seu significado, Originalmente as flores não são usadas, pois se transformam constantemente.

Photo Credits: Habitissimo
Os principais elementos são:

O lago e as carpas: Água é vida, daí a importância do lago. Nele vivem as carpas, símbolo de fertilidade e prosperidade, podem ser instalados uma bomba com filtro, garantindo a circulação da água.

Aqueda d'água: Além de oxigenar a água, a cascata significa a continuidade da vida.

A lanterna: É um elemento que induz a concentração, ajudando a clarear a mente, os pontos de luz são estrategicamente distribuídos para não ofuscarem a visão. A lâmpada é de 15 watts.

As pedras das cascatas: A pedra colocada na posição vertical representa a figura do pai, e da horizontal, a mãe. Dela brota água. As outras pedras, simbolizando as descendentes, são distribuidas em torno do lago.

O bambu e os adornos: Os galhos do bambu são amarrados, direcionando o crescimento para que a planta se…